segunda-feira, 25 de julho de 2011

Lei antidrogas aumenta lotação carcerária


Criada há quase cinco anos para acabar com pena de prisão para usuários de maconha, a lei antidrogas gerou efeito contrário: contribuiu para superlotar presídios, informa a reportagem de Mario Cesar Carvalho, publicada na edição desta segunda-feira da Folha.
A ideia original era que usuários prestassem serviços comunitários ou vissem palestras sobre drogas. Mas, de 2006 a 2010, o número de presos por tráfico aumentou 118% e chegou a 86,6 mil.
No mesmo período, a população carcerária cresceu 37% e passou a 496,2 mil.
Para a professora de direito da UFRJ Luciana Boiteux, o aumento tem duas razões: a pena mínima por tráfico subiu de três para cinco anos e usuários vêm sendo punidos como traficantes.

2 comentários:

  1. Pois eu já acho que os traficantes estão se passando por usuários e que o nº de usuários aumentou devido a fraqueza das punições dessa lei.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    A PUC-Campinas está com inscrições abertas até 26 de julho para o curso de Especialização em Gestão em Enfermagem. O curso tem duração de dois semestres e as aulas são as sextas e sábados.
    Acesse ao site para mais informações:
    http://www.puc-campinas.edu.br/pos/lato/curso.aspx?id=36
    Se você está pensando em mudar de instituição de ensino, veja quais os procedimentos para se transferir:
    http://www.puc-campinas.edu.br/servicos/transferencias.asp

    ResponderExcluir

Verbratec© Desktop.