sábado, 30 de janeiro de 2010

Especial Câncer de Mama




Discovery Home & Health

A química da diferença de idade



O que faz com que as relações entre mulheres experientes e homens jovens se tornem cada vez mais frequentes


VITÓRIA
Marco e Regina, juntos há 20 anos, enfrentaram preconceito. Até as amigas se afastaram dela.

Os astros americanos Demi Moore e Ashton Kutcher são um dos casais mais pop dos últimos tempos. Juntos há quatro anos, eles não escondem a felicidade da união. Nem a idade. Kutcher é 16 anos mais jovem que Demi. O relacionamento dos atores se tornou ícone de uma tendência crescente e comprovada por pesquisas no Brasil e no Exterior: romances em que as mulheres são mais velhas do que os homens estão em alta como nunca (leia quadro). Uma vitória contra o preconceito e a favor da diversidade nas relações. A tevê também começa a refletir positivamente sobre esse fenômeno social e cultural. Um dos seriados de maior sucesso da tevê nos Estados Unidos atualmente é “Cougar Town”, que estreou em setembro na rede ABC.

A atriz Courtney Cox faz o papel de uma quarentona divorciada que descobre que os jovens a acham atraente. O seriado, dizem os críticos, tem o mérito de apresentar uma mulher bonita e confiante, que busca uma relação estável, não uma aventura. É o contrário do papel explorado até então, em que as senhoras maduras envolvidas com rapazes são criaturas desesperadas, que conseguem companhia graças ao dinheiro. “O que se via na mídia não refletia quem são essas pessoas na vida real”, diz Linda Franklin, autora do livro “Don’t Ever Call Me Ma’am! The Real Cougar Woman Handbook” (“Nunca Me Chame de Mamãe! O Manual da Verdadeira Pantera”).

E o que torna esses relacionamentos tão atraentes? Justamente o perfil da mulher moderna. A medicina é sua maior aliada, garantindo longevidade, saúde e beleza. Com o mercado profissional conquistado, não depende de ninguém para seu sustento.


TROCA
Renata admira a garra de Filipo. Ele diz que aprendeu com ela a ser menos ansioso e mais ponderado

A idade lhe trouxe segurança e equilíbrio para lidar com os problemas. Sexualmente é liberada, se permitindo buscar o prazer sem constrangimentos. “A única coisa que ela deseja é conquistar o que for bom emocionalmente”, diz Claudya Toledo, diretora da A2 Encontros, agência de relacionamentos. Tanta vitalidade e confiança encantam os rapazes.

“Os mais velhos também são considerados por elas machistas e individualistas”, diz a psicanalista Dorli Kamkhagi, mestre em gerontologia. “Enquanto o jovem está disposto a conhecer um mundo novo.”

A escritora Renata Rode, 33 anos, sempre namorou homens mais velhos. Não esperava se apaixonar por alguém que saísse do padrão, até conhecer o gerente comercial Filipo Saliba, 28 anos. Um amigo em comum os colocou em contato. “Quando ele disse a idade no primeiro encontro, quase não acreditei, por causa da sua maturidade”, lembra Renata. Ela diz que admira Filipo pela garra em alcançar objetivos. Ele afirma que a experiência da namorada o ajuda a enfrentar com menos ansiedade os problemas. “Renata me ensinou a ponderar na hora de tomar decisões.”

Mas, apesar dos bons ventos de mudança, comprovados por pesquisas e numerosos casais felizes, nem sempre assumir um relacionamento assim é fácil.

A numeróloga Regina Maura, 61 anos, enfrentou a resistência da família quando começou a namorar o webdesigner Marco Antonio Fonseca, 52 anos, há duas décadas. “Minha mãe achava uma vergonha”, conta. Amigas chegaram a se afastar de Regina, dizendo que um dia Marco a abandonaria. Ele também foi alvo de situações constrangedoras.

As pessoas insistiam que Regina não servia para uma relação duradoura. Além de mais velha, era divorciada e tinha dois filhos. Hoje, eles se divertem ao relembrar, mas admitem que sofreram com o preconceito. O desafio atual é cada um superar os próprios medos dentro da relação. A mulher, o ciúme, ao ver o amado conversando com alguém mais jovem. O homem, de ser visto como um oportunista. Tudo bobagem.

“Uma mulher dessas não se deixa explorar. E o rapaz, se a escolheu, é porque a considera melhor do que qualquer menina”, diz a terapeuta Ana Maria Zampieri. Um ponto positivo desse tipo de romance é não existir espaço para a competição, comum nas relações em que os parceiros têm faixa etária semelhante.

“A troca entre as partes é mais marcante”, diz Claudya Toledo. Esses amores podem acabar – como qualquer outro. Não necessariamente por causa da idade, mas porque a vida a dois precisa de aceitação e tolerância para dar certo. O que importa é existir prazer, alegria, companheirismo. A data de nascimento na carteira de identidade é só um detalhe.

Suzane G. Frutuoso


Isto É

Polícia apreende fotos de menores nuas com coronel suspeito de pedofilia


Oficial pode ficar até dez anos preso
Polícia investiga uso de carros oficiais para ir a motéis


Um pen drive com fotos e vídeos de crianças e adolescentes nuas foi encontrado com o coronel do Corpo de Bombeiros preso nesta quinta-feira (28) com uma menor e uma jovem de 18 anos, em um motel na Via Dutra, na Baixada Fluminense. As informações são do diretor de polícia da capital, delegado Ronaldo Oliveira.
O oficial, de 53 anos, foi preso pelos agentes da 24ª DP (Piedade) e será transferido ainda nesta quinta-feira para o Quartel Prisional do Corpo de Bombeiros. De acordo com o delegado, o militar vai responder por favorecimento da prostituição e estupro de menor. A pena para este tipo de crime varia de quatro a dez anos de prisão.
“Pelas imagens que vimos no pen drive, percebemos que a mesma menor que foi flagrada com o coronel no motel aparece em uma foto mais antiga. Ou seja, presumimos que esse coronel esteja envolvido no crime de pedofilia há muito mais tempo”, disse Ronaldo Oliveira.

Carros oficiais em motéis

As investigações da polícia também apontam que o bombeiro teria usado carros da corporação para ir a motéis. Se comprovado o uso dos veículos oficiais, o coronel também pode sofrer outras punições.
Após dois meses de investigações, os agentes chegaram até o bombeiro por meio de denúncias anônimas. O delegado Ronaldo Oliveira afirmou que vai pedir quebra do sigilo telefônico e bancário do coronel para descobrir se ele cometeu outros crimes, além da pedofilia.
“Já pedi as escutas telefônicas e vamos investigar mais a vida dele para saber se outros delitos foram praticados”, informou o delegado.

Negociante dos programas

A polícia investiga se algum parente das meninas flagradas com coronel seria o negociante dos programas.
“Vamos ouvir testemunhas para entender como esse coronel chegou até essas meninas e, principalmente, saber se existia algum negociante para os programas. Em depoimento, as jovens apenas disseram que receberam R$ 100 pelo programa”, contou o delegado.

G1

Proposta aumenta punição para o crime de maus-tratos


A Câmara analisa o Projeto de Lei 6430/09, do deputado José Airton Cirilo (PT-CE), que torna mais rígida a punição aplicada ao crime de maus-tratos. Pela proposta, se a prática for cometida contra crianças ou idosos ou contra quem independentemente da idade não tenha condição de se defender, a pena será de reclusão de dois a seis anos.
Caso o crime seja praticado por profissionais contratados para cuidar da vítima(como babás e enfermeiros), a punição será ampliada em 50%.
Atualmente, de acordo com o Código Penal (Decreto-lei 2848/40), a prática de maus-tratos é punida com detenção de dois meses a um ano, ou multa. Se houver lesão corporal grave, a pena sobe para reclusão de um a quatro anos. Essas penalidades são aumentadas em 1/3 caso o crime seja praticado contra pessoa com menos de 14 anos.
Segundo o autor, as penais atuais são muito brandas, o que favorece a ocorrência de maus-tratos. "É total a impunidade das babás e das pessoas que cuidam de idosos", disse.
Cirilo destaca que o fato de as vítimas não terem condições físicas ou mentais de denunciar o agressor torna a investigação do crime ainda mais complexa. "São casos de difícil comprovação, por isso precisam ser firmemente combatidos", afirma.

Tramitação - O projeto será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário. (Agência Câmara)

Gazeta Digital

Denúncias de casos de pedofilia aumentam em MT


Um dos crimes que mais preocupam a sociedade é a pedofilia. Por dois motivos: envolve crianças e uma gama enorme de criminosos - muitos deles com situação financeira definida e grande disposição financeira para se defender das acusações. Para piorar, a pedofilia funciona em redes. De tão organizada, nem parece criminosa, mas uma empresa com hierarquias, logísticas e sistemas de pontos: vence quem exerce seu poder com as crianças mais jovens. Além disso, a pedofilia está inserida numa tradição quase milenar de exploração infantil, que era "natural" para muitos antepassados.
Para impedir que essa rede cresça, uma série de ações tem sido colocada em prática. O Senado Federal está atuante numa CPI da pedofilia, os magistrados se mostram mais atentos, varias ONG criadas atua em parceria com o poder publico no combate a pedofilia, exemplo disse é a ONG MT Contra a Pedofilia presidida pelo vereador Várzea-grandense Toninho do Gloria que tem sido um exemplo para o Brasil no combate a pedofilia em MT,o resultado disso é o aumento de denúncias, condenações e debates públicos a respeito do delito.
Dados apontam que 80% dos casos ocorrem entre crianças de 2 a 10 anos de idade. No Brasil, a cada oito minutos uma criança é abusada. Em 2008, foram registrados 32.588 denúncias. Em Cuiabá e Várzea Grande, dados da Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente (Dedica) mostram que em 2008 foram 734 ocorrências de crimes contra menores de 18 anos. Já no primeiro semestre de 2009, este número subiu para 907, dos quais, em média, 40% das ocorrências dizem respeito a crimes de abusos e exploração sexual contra o menor.
Vamos combater a pedofilia denunciando, destacou O presidente da ONG MT Contra a Pedofilia Toninho do Gloria. ”. Como resultado, tem-se vislumbrado, a cada dia, mais denúncias de pedofilia nas cidades, como em Cuiabá, que registrou aumento de 88% nas ocorrências envolvendo violência sexual quando comparados os anos de 2008 e 2009. Enquanto no ano passado foram registrados 127 casos, no ano anterior foram 68. Os dados são dos seis Conselhos Tutelares da Capital, conforme divulgação feita na imprensa nesta última semana.
Toninho do Gloria informou à imprensa que a ONG MT Contra a Pedofilia vai enviar ofício a todas as delegacias de Polícia Civil do Estado, a todos os Conselhos Tutelares de Menores em Mato Grosso, ao Ministério Público e a todos os órgãos municipais e estaduais que atendem casos de agressão a crianças e adolescentes que enviem relatório de todas as ocorrências registradas em todas as modalidades. O objetivo, explicou o presidente da ONG MT Contra a Pedofilia Toninho do Gloria, é a formação de um “banco de dados” estadual sobre a violência praticada em MT contra esse público – especialmente a sexual.
Um representante do Ministério Público advertiu que a apuração dos casos de agressões e abusos contra criança quando não é, “às vezes a continuidade da agressão” (quando a autoridade pergunta, por exemplo, se a vítima “gostou” ou por que demorou a fazer a denúncia) , “é uma série de ritos processuais demorados” – e que o “tratamento inadequado à criança violentada poderá transformá-lo num futuro violentador.”
Mobilizar a população a denunciar os pedófilos este será o grande desafio em 2010. E a sociedade precisa participar dessa luta, que deve ser de todas as pessoas de bem, finalizou o presidente da ONG MT Contra a Pedofilia Toninho do Gloria.

Circuito Mato Grosso

Exploração Infantil


Em flagrante desrespeito às leis vigentes, especificamente quanto às disposições Estatuto da Criança e do Adolescente, pesquisas ora divulgadas denunciam que milhares de crianças e adolescentes, abaixo da idade permitida legalmente, estão em atividade de trabalho no Ceará. No Brasil, só é permitido o trabalho do menor, ainda assim apenas na qualidade de aprendiz, a partir dos 14 anos de idade, mas a realidade mostra, segundo recente aferição realizada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), que cerca de 1,4 milhão de crianças brasileiras, entre cinco e treze anos de idade, trabalha de maneira ostensiva, a maioria em atividades agrícolas e não remuneradas.
Tamanha deturpação das atividades infantis se relaciona diretamente a indicadores de escolarização insatisfatórios e ao baixo rendimento auferidos pelos membros dos domicílios em que vivem os menores.
Evidência banalizada, a exploração do trabalho infantil apresenta raízes na própria cultura brasileira, sobretudo no Nordeste, em decorrência de circunstâncias geradas pela desigualdade social, instabilidade climática e carência de empregos para adultos, crônicos entraves ao desenvolvimento regional. Tal situação de notória irregularidade conta, inúmeras vezes, com o consentimento dos pais das crianças, carentes de ajuda extra para atingir uma renda familiar que lhes permita condições mínimas de sobrevivência.
A legislação é explícita ao mencionar que nenhum menor de 14 anos pode exercer qualquer tarefa empregatícia. A partir de 15 anos, é permitido o exercício de trabalho na categoria de aprendiz. Somente depois de completar 16 anos, torna-se autorizada a manutenção de vínculos normais de emprego, inclusive com a garantia de todos os direitos estabelecidos pela lei. Mesmo assim, até que se complete a maioridade, o tipo de serviço exercido não pode ser noturno, nem perigoso ou insalubre.
O problema envolve, também, aspectos nem sempre claros no sentido de serem devidamente identificados para o adequado cumprimento da lei. Por exemplo, entre as diversas modalidades de exploração do trabalho infantil, uma delas se torna particularmente difícil de ser constatada ou controlada, que é a do trabalho doméstico, geralmente camuflado por intenções supostamente bem intencionadas, mas, algumas vezes, com o óbvio propósito de explorar as crianças em serviços caseiros, sem nenhum tipo de remuneração.
Outro aspecto constrangedor da questão, de características ainda mais lesivas, é quando o menor ingressa no submundo das atividades marginais, servindo de intermediário no tráfico de drogas, ou sendo envolvido pelo repulsivo caminho da prostituição infantil, mancha social constatável a olhos vistos, tanto nas grandes cidades quanto em inúmeras paradas rodoviárias no interior do País.
Somam-se assim, sob vários enfoques, as violações aos direitos e à dignidade da infância, numa agressão frontal ao Estatuto da Criança e do Adolescente, segundo o qual o menor de idade deve ser prioridade absoluta para a família, o Estado e a sociedade, responsabilidade negada ou transgredida em lamentáveis e crescentes proporções.

Opinião

EUA: juiz concede asilo a alemães que querem ensinar os filhos em casa


O juiz Lawrence Burman decretou, num tribunal de primeira instância, em Memphis, que a família alemã tem, legitimamente, medo de ser perseguida pelas suas convicções e, por isso, decretou que os Romeike poderão viver e trabalhar legalmente nos EUA.
O pai das cinco crianças manifestou-se "muito agradecido" ao juiz pelo veredicto, cita o "Der Spiegel".
Antes de decidir abandonar a Alemanha, em Agosto de 2008, a família foi multada em milhares de euros, segundo o “The Guardian”, e as autoridades enviaram polícias para a porta de casa dos Romeike para obrigar as crianças a irem à escola. O ensino de crianças em casa é proibido na Alemanha. A partir dos seis anos, todos têm que frequentar a escola.
Uwe Romeike, um professor de piano, e a sua mulher, Hannelore, evangélicos devotos, decidiram retirar os seus filhos da escola estatal em que estavam inscritos em Bissingen (estado de Baden-Württemberg, sudoeste da Alemanha), em 2006, alegando que o currículo era anti-cristão. De acordo com o casal, os manuais escolares dos seus filhos apresentavam ideias e linguagem que entravam em conflito com as suas crenças religiosas, incluindo termos em calão para definir actos sexuais e imagens de vampiros e bruxas. Quando o filho mais velho começou a andar à pancada com os colegas e a filha mais velha começou a ter dificuldades em estudar, os Romeike decidiram que já bastava. Tiraram-nos da escola pública e deram início à escola caseira.
“É importante os pais terem a liberdade de poder escolher a forma como os seus filhos são ensinados”, indicou Hannelore Romeike à Associated Press.
“Nos últimos 10 a 20 anos o currículo educativo nas escolas públicas tem sido cada vez mais contrário aos valores cristãos”, acrescentou Hannelore. “Nós comunicamos os nossos valores, os professores comunicam os deles; e se as crianças estão na escola, nós não podemos influenciar aquilo que eles aprendem”.

Ter ou não ter direito a doutrinar os filhos

A par com milhares de vítimas de tortura, dissidentes políticos, membros de minorias religiosas e outros grupos perseguidos que, todos os anos, conseguem asilo político nos Estados Unidos, a família Romeike poderá agora trabalhar e viver legalmente no país. Apesar de ser o primeiro caso do género no país - de asilo por questões educativas -, ele não abre um precedente nas leis nacionais. Isso só acontecerá se o governo americano apelar desta decisão e um tribunal de segunda instância confirmar o veredicto.
“Estas pessoas que ensinam os filhos em casa, na Alemanha, fazem parte de um ‘grupo social particular’ e, ao abrigo das leis de asilo norte-americanas, esses grupos são protegidos”, indicou o advogado de defesa da família e representante da Associação evangélica Home School Legal Defence, Mike Connelly, citado pelo “The Guardian”. “Este juiz olhou para as provas, ouviu os testemunhos e sentiu que a maneira como a Alemanha está a tratar as pessoas que optam por ensinar os seus filhos em casa está errada. Os direitos que estavam a ser violados eram direitos humanos básicos”, disse.
Hans Bruegelmann, um professor de pedagogia da Universidade de Siegen, discorda. Contactado pela estação “Deutsche Welle”, Bruegelmann esclareceu que o contacto com outras maneiras de viver e de pensar são fundamentais para o correcto desenvolvimento das crianças.
“Eles não deveriam ter o direito de doutrinar os seus filhos. É importante para as crianças - para além das experiências que têm em casa, que devem ser respeitadas - terem acesso a outras formas de entender o mundo”, disse.
O cônsul alemão em Atlanta, Lutz Goergens, não quis comentar o caso Romeike, mas adiantou que os pais alemães que não estejam de acordo com aquilo que é ensinado aos seus filhos nas escolas públicas alemãs podem sempre inscrevê-los em escolas privadas ou escolas religiosas, indica a “Deutsche Welle”.
Contactado pelo "Spiegel" online, o ministério dos Negócios Estrangeiros alemão já fez saber que tomou nota mas que adia um comunicado acerca do caso Romeike para quando a decisão judicial americana for tornada oficial. "O consulado geral de Atlanta irá tratar do caso", adiantaram as autoridades alemãs.
Cerca de 1,5 milhões de crianças americanas são ensinadas a partir de casa. Em Morristown - para onde foram viver os Romeike -, uma localidade com cerca de 27 mil habitantes, a família tem contacto com outras famílias que também ensinam os seus filhos e, juntos, têm organizado excursões, regista o “The Guardian”.
Em Portugal é possível ensinar os filhos a partir de casa e estima-se que haja actualmente várias dezenas de crianças e jovens a estudar em regime de ensino doméstico. As autoridades educativas nacionais estimam ainda que esta modalidade está a ganhar cada vez mais adeptos.

PT Público

Como serão as mães do futuro


Ao contrário do que sugere nossa imaginação acerca do futuro, o "bebê tecnológico" chegará ao mundo em um ambiente simples e familiar. A tendência é que eles continuem a nascer em quartos de hospitais, mas esses locais deverão cada vez mais se parecer com o lar dos pais do recém-chegado. "Alguns grandes hospitais colocaram isso em prática, com o 'parto humanizado': quartos específicos para o parto natural, com banheira de hidromassagem. É uma tentativa de transformar o ambiente hospitalar em local mais hospitaleiro para a grávida", afirma Alexandre Pupo Nogueira, ginecologista e obstetra do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo. A família tem fácil acesso ao quarto, e o equipamento de anestesia fica propositalmente escondido atrás de móveis.
A tendência mistura componentes contraditórios. "Se, por um lado, avançam os limites da medicina, por outro lado, queremos que ela seja mais natural, sem intervenções e medicamentos", diz Nogueira. Isso poderá desaguar inclusive em uma mudança no momento do parto propiamente. Atualmente, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), mais de 80% dos nascimentos na rede privada brasileira são realizados por cirurgia cesariana. "Com a evolução da anestesia, analgesia e exame pré-natal, não haverá o estigma da dor, e a mulher se sentirá mais segura para optar pelo parto normal", afirma Eduardo Zlotinik, ginecologista e obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo.
Há, porém, um obstáculo a esse movimento: a idade das gestantes - cada vez mais avançada. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de mulheres que engravidaram pela primeira vez depois dos 40 anos cresceu 27% na última década. As razões já são conhecidas: "A mulher está empurrando a gravidez para os limites do seu relógio biológico. A maternidade é colocada em segunda instância em relação à carreira", analisa Nogueira. "Na década de 1990, considerávamos uma mulher de 31 anos uma gestante em idade avançada. Hoje, são as de 35. Em breve, isso vai mudar de novo", prevê o ginecologista.
A idade, é sabido, é uma inimiga da gravidez. Acrescenta dificuldades à fecundação e, quando ela acontece, provoca a gestação de risco e problemas metabólicos - complicações para o bebê e para o parto. "A mulher, então, passa a ter pressão alta, chances de desenvolver pré-eclampsia, diabetes pré-gestacional, e o risco de má-formação também é maior", diz Nogueira. Zlotinik traz ainda outra complicação, que pode agir contra o retorno ao parto natural: gestantes mais velhas tendem a ser mais gordas, o que influencia o tamanho do bebê e pode forçar uma cesariana.
O desenvolvimento médico e científico deverá também incentivar cada vez mais a realização de uma consulta "pré-concepcional". "Para a realização de exames clínicos, estabelecimento do peso adequado, indicação de atividades físicas e consumo de ácido fólico, para ajudar na formação da parte neurológica da criança", diz Zlotinik. A medicina deverá ainda incrementar as cirurgias fetais, prevenindo problemas futuros.
A idade avança, as chances de gravidez despencam e a procura pela reprodução assistida aumenta. Nos cálculos de Emerson Cordts, especialista em reprodução humana do Hospital e Maternidade São Luiz, de São Paulo, aos 40 anos, uma mulher mantém 8% de sua capacidade reprodutiva; aos 43, só 1%. Daí, a procura pela reprodução assistida. Pesquisa realizada Universidade de Oxford junto a 1.563 clínicas de 53 países, o número de bebês que nasceram a partir de técnicas de reprodução cresceu 25%em dois anos.
A grande promessa para as mulheres que gostariam de engravidar mais tarde é o congelamento de óvulos. A técnica permite que elas preservem as células em bancos de óvulos por até vinte anos para posterior implantação. "Antes, o procedimento era muito precário, mas avançou muito nos últimos dois anos", afirma Cordts. O recurso também é uma alternativa para vítimas de câncer, que precisam se submeter à quimioterapia e, por isso, param de produzir óvulos.
Outra técnica em estudo - aplicada em casos de exceção, mas que poderá revolucionar a reprodução assistida - é a maturação in vitro do óvulo, pela qual a célula feminina é desenvolvida fora do organismo. "Se isso progredir, seria um avanço. A mulher não precisaria ser submetida a medicação hormonal para engravidar", comenta o especialista.

Veja.com

Resgate de turistas que estavam 'ilhados' na região de Machu Picchu termina



Segundo embaixada, 68 brasileiros foram resgatados nesta sexta.
Ferrovia que dá acesso à cidade inca peruana pode ficar fechada 2 meses.


Terminou nesta sexta-feira (29) a operação de resgate dos cerca de 2 mil turistas que estavam ‘ilhados’ na região de Machu Picchu, no Peru, por conta das enchentes que deixaram pelo menos 10 mortos no país. O Centro de Operações de Emergência Nacional confirmou o fim do resgate.
Segundo a assessoria de imprensa da Embaixada do Brasil em Lima, o último helicóptero com turistas deixou a cidade de Aguas Calientes pouco antes dasolta das 17h locais (20h de Brasília), a caminho de Cusco.
De acordo com a embaixada, 68 dos quase 200 brasileiros que estavam na cidade foram resgatados nesta sexta.



G1

O despertar da sexualidade



Neste vídeo da série especial sobre Desenvolvimento Infantil a sexualidade é abordada com depoimentos de crianças analisados pela educadora Monique Deheinzelin.


Nova Escola

Leucemia, o câncer que afeta jovens


Cerca de 30% dos casos oncológicos em pessoas com até 18 anos são da doença sanguínea

Rio - A leucemia é o tipo câncer mais frequente entre pessoas com menos de 18 anos. Segundo estudo do Instituto Nacional do Câncer (Inca), de todos os tipos da doença que atingem esta faixa etária, 29% são de leucemia. Crianças entre 1 e 4 anos são as mais afetadas, com índice de 31%, aponta o estudo ‘Câncer na criança e no adolescente no Brasil’.
A pesquisa levantou o número de casos, sobrevida e mortalidade dos 12 tipos de câncer que afetam crianças e adolescentes. Após a leucemia, o segundo tipo mais frequente na faixa etária é o linfoma (no sistema linfático - imunológico), com 15,5%. Em terceiro lugar, ficaram os tumores do sistema nervoso central, com 13,4%.
O câncer é a primeira causa de mortes por doença, após um ano de idade, até o final da adolescência. Entretanto, cerca de 70% das crianças com a doença podem ser curadas.
Diferente do câncer de adulto, o infantil geralmente afeta células do sistema sanguíneo e tecidos de sustentação. Não há indícios de que fatores ambientais interfiram no aparecimento da doença em crianças.

ATENÇÃO AOS SINTOMAS
A prevenção do câncer infanto-juvenil ainda é um desafio para os especialistas, mas eles alertam que os pais devem ficar atentos aos sintomas, pois o diagnóstico precoce garante maior sucesso no tratamento. No caso da leucemia — invasão da medula óssea por células anormais— a criança fica suscetível a infecções, pode ficar pálida, ter sangramentos e dores ósseas. Já nos tumores de sistema nervoso a dor de cabeça é o principal sinal. Já no caso dos linfomas, os sinais são aparecimento de nódulos no pescoço, axila, abdome ou virilha. Tumores sólidos são visíveis em alguns casos.


Curitiba tem campanha inédita contra o preconceito feita por travestis


SÃO PAULO - Curitiba, no Paraná, foi a cidade escolhida pelo Ministério da Saúde para o lançamento, nesta sexta-feira, Dia da Visibilidade das Travestis, de uma campanha para sensibilizar a população contra o preconceito. Principais alvos da violência discriminatória dentre os grupos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), travestis de todo o país foram convidados a criar o material a ser distribuído. A campanha de promoção de direitos humanos e também de prevenção à Aids contém toques de celular, telas de descanso e vídeos de celular, cartazes e folderes.
- A ideia da campanha é o uso de mídias alternativas às convencionais, como campanha da TV, por exemplo. O importante é ressaltar que parte do material já está disponível no site, que é o www.aids.gov.br/travestis,
e pode ser baixado por qualquer um que queira promover a campanha na sua cidade nesse primeiro momento - diz Eduardo Barbosa, diretor adjunto do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.
Segundo o Ministério, a idéia é nacionalizar a campanha. Está é a primeira vez que as travestis produzem e criam o conceito de um material destinado para elas mesmas. Com o slogan 'Sou travesti. Tenho direito de ser quem eu sou', o objetivo é promover a inserção social e a imagem positiva das travestis, além de disseminar o conhecimento sobre as formas de prevenção a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, além do o combate à violência e à discriminação.
De acordo com Barbosa, Curitiba foi escolhida como piloto da campanha nacional por já ter algumas políticas públicas voltadas para travestis e também por sediar a V Conferência Regional da ILGA (Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais) na América Latina e no Caribe, realizada de 26 a 31 de janeiro.
- A intenção futura é utilizar, na campanha nacional, folderes com imagens de travestis locais. Essa campanha deve ser lançada em março, pelo ministro José Gomes Temporão em Brasília, e também nas capitais brasileiras - salienta Barbosa.
Em São Paulo, o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids definiu o primeiro protocolo para o atendimento de travestis do país. O documento inclui a orientação e definições de dosagens em relação ao uso de hormônios, acompanhamento e tratamento das complicações decorrentes do uso de silicone industrial, avaliações urológicas, proctológicas, entre outras. O ambulatório e o protocolo são pioneiros no país e na América Latina.
Levantamento realizado nos seis primeiros meses de existência do ambulatório revelou que a demanda mais recorrente no local é a hormonioterapia, responsável por 45% dos casos. A remoção de silicone industrial foi responsável por 14% dos casos.
Leonardo Guandeline



Homem mata 33 cães para se vingar da morte do seu na Nova Zelândia, diz jornal


Terrier teria morrido em briga com os animais do vizinho do dono.
Oito filhotes esconderam-se em garagem e conseguiram sobreviver.

Um neozelandês matou a tiros 33 cachorros que seu vizinho mantinha presos em jaulas e carros abandonados para vingar a morte de seu fox terrier, em um dos maiores casos de crueldade contra animais na história do país da Oceania, informa nesta sexta-feira (29) a imprensa local.
Russel Mendoza entrou com um amigo na propriedade de Rowan Hargreaves, na localidade de Wellsford, norte do país, e oobrigou a assinar um documento que dava permissão para disparar contra seus cachorros, já que estava convencido de que seu animal de estimação tinha morrido em uma briga com os cães de seu vizinho.
Hargreaves disse à imprensa que Mendoza e seu acompanhante tinham uma espingarda de calibre 22 e uma escopeta calibre 12 e dispararam contra os animais, incluindo filhotes com poucas semanas de vida.
Quando a polícia chegou ao local, viu dez cadáveres de cães adultos e 23 de filhotes esparramados pelo chão, disse Hargreaves ao jornal neozelandês "New Zealand Herald".
O proprietário dos animais disse que oito filhotes se esconderam em uma garagem e escaparam do massacre.
A agência de proteção de animais no país não decidiu ainda se irá acusara Mendoza e seu amigo. A polícia informou que um deles - não destacou qual - não tem permissão para uso de armas e será autuado.


G1

Justiça dos EUA condena evangélico que matou médico que fazia abortos

Um evangélico americano que assumiu ter matado um médico que praticava abortos para salvar as vidas dos bebês foi condenado por assassinato de primeiro grau pela justiça do Estado do Kansas, nos Estados Unidos.

Scott Roeder, de 51 anos, se declarou inocente da acusação de assassinato, alegando que havia cometido homicídio para prevenir males maiores.
Ele baleou o médico George Tiller, um dos poucos que praticava abortos em estágios avançados da gravidez no Kansas, em uma igreja na cidade de Wichita, em 31 de maio de 2009.
Roeder pode pegar prisão perpétua com possibilidade de liberdade condicional somente após 25 anos. Ele deve receber a sentença no dia 9 de março.
Os juizes levaram apenas 37 minutos para declará-lo culpado de assassinato em primeiro grau.
Ele foi acusado ainda de agressão grave por ter apontado uma arma contra dois funcionários da igreja após balear Tiller.

Crime
Os advogados de Roeder esperavam que ele pudesse ser condenado por uma crime menor, de homicídio voluntário.
Mas o juiz Warren Wilbert decidiu que essa acusação não poderia ser considerada porque o aborto, inclusive em estágio avançado, é permitido por lei no Kansas.
O juiz descartou ainda a possibilidade de acusá-lo por assassinato de segundo grau, que não envolve premeditação.
Na quinta-feira, Roeder disse ao Tribunal em Wichita que fez o que achava que era “necessário para proteger as crianças”.
“Eu atirei nele”, disse Roeder. “Se eu não fizesse, os bebês morreriam no dia seguinte”.
O correspondente da BBC em Washington Adam Brookes disse que Tiller vinha sendo alvo de muitos ativistas contra o aborto por muitos anos porque praticava abortos, especialmente em estágios avançados.
A clínica do médico era uma das três nos EUA que praticavam o aborto nesse estágio, ou seja, depois de 21 semanas de gravidez.
A segurança do estabelecimento foi reforçada após um ataque a bomba em 1986. O médico já havia sobrevivido a um ataque contra sua vida em 1993.


Vizinhos de embaixada em Honduras querem indenização do Brasil



A normalidade começa a voltar ao poucos à vizinhança da embaixada brasileira em Tegucigalpa, onde o ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, ficou abrigado por mais de quatro meses antes de deixar o país, na última quarta-feira.
Após a saída de Zelaya, as barreiras usadas pelos militares para impedir o acesso aos quarteirões próximos à embaixada foram retiradas e os holofotes utilizados pelas forças hondurenhas para jogar luz sobre o prédio foram desinstalados.
Com o acesso às ruas liberado, os vizinhos começam agora a contabilizar os prejuízos causados pelos quatro meses de cerco, e alguns, inclusive, esperam ganhar algum tipo de indenização por parte do Brasil ou do governo hondurenho.
Muitos dos pontos comerciais, escritórios e consultórios médicos nas imediações viram seu movimento cair de maneira drástica depois que Zelaya se abrigou no prédio da representação diplomática, e alguns tiveram que fechar suas portas.
Grande parte dos clientes se afastou devido à exigência de autorização para entrar na área isolada.

Indenização
O consultório da dentista Jacqueline Rittenhouse, por exemplo, viu seu movimento cair cerca de 70% desde o cerco, enquanto o aluguel e as contas de água e luz continuavam chegando.
“Desde que Mel (Manuel) Zelaya chegou à embaixada do Brasil, a clientela caiu cerca de 70%, porque os clientes tinham medo, não por causa dos militares, mas por causa da resistência, porque não podiam deixar os carros aqui perto, havia tumultos violentos”, diz a dentista, cujo consultório ficava ao lado de uma das barreiras montadas pelos militares.
Rittenhouse conta que estava esperando a data da posse do novo presidente hondurenho, Porfirio Lobo, na última quarta-feira, para decidir o futuro de seu consultório. Caso Zelaya não deixasse a embaixada brasileira, ela se mudaria para outro local.
A dentista agora espera receber algum tipo de ressarcimento pelos prejuízos causados pelo cerco.
“Nos afetou muito economicamente, esperamos que talvez, por meio do governo, poderemos entrar com uma ação legal, para conseguir uma indenização por todos os danos que tivemos, mas até agora não foi feito nada”, diz a dentista.
“Os militares fizeram uma pesquisa para saber quais foram os danos que tivemos, para entrar com uma ação legal contra a embaixada do Brasil, por ter abrigado esta pessoa (Zelaya)”.

Brasil
Ainda de acordo com Rittenhouse, a embaixada brasileira não é mais bem-vinda na vizinhança.
“Agora, nós não queremos mais a embaixada do Brasil aqui perto, porque não queremos que tenha outro asilado lá, nos afetou muito”, diz.
Outra que não guarda boas recordações do período de cerco é Sulma Reyes, dona de um salão de cabeleireiros que ficava próximo a uma das barreiras e cujo movimento diminuiu em cerca de 50%.
Ela conta que teve que dispensar algumas funcionárias devido aos prejuízos causados pelo cerco e confirma que os vizinhos buscam uma indenização, seja “da embaixada (brasileira), das Forças Armadas ou do governo”.
“Se eu pudesse, tiraria (a embaixada do Brasil da vizinhança). Nós não somos um país de esquerda, e o Brasil é de esquerda, desde o momento em que o apoiou (Zelaya)”, disse.
“Eles nos prejudicaram bastante, não só ele (Zelaya), mas o Brasil também.”


Caio Quero


BBC Brasil

Mephedrone, nova droga, avança na Inglaterra, amparada pela internet


Depois de um longo - mas nada tenebroso - inverno, volto a postar no Sobredrogas, espaço do qual estive ausente por conta de meus ensaios para o mestrado. Planejei varias voltas triunfais, mas, de fato, nada poderia me dar mais prazer do que escrever sobre a mais recente pesquisa da revista britânica Mixmag. Lembram da edição da Revista do Globo centrada em uma pesquisa sobre drogas feita na noite do Rio? Pois bem, o trabalho que a Mixmag faz há anos inspirou aquela edição da Revista. Trata-se da mais completa pesquisa sobre usos de drogas em casas noturnas do mundo. Nesta edição, o destaque vai para a a mephedrone, entorpecente cujo uso cresce brutalmente entre os ingleses. Obviamente, álcool, tabaco, canabis e cocaína mantêm seu prestígio histórico na Inglaterra, com altos níveis de consumo. Mas a nova droga ganha popularidade com base naquilo que há muito falamos: é de difícil identificação e fácil de transportar, como boa parte dar drogas sintéticas. Enquanto nosso governo gasta fortunas enxugando gelo com usuários e toma uma surra no combate a grandes carregamentos, o futuro parece prometer nuvens ainda mais pesadas assim que as drogas sintéticas forem maioria, como a Europa sinaliza. O mais interessante nesta história é que a Mephedrone é largamente comprada on-line, por se tratar de uma substância lícita (é um fertilizante). "Assim como mudou o jeito como consumimos música, a internet está mudando a forma através da qual consumimos drogas" diz o texto da revista, focada em música eletrônica.
Mas chega de bla, bla, bla e vamos aos números que a Mixmag traz. Antes, só para lembrar, a revista cita o álcool, consumido por 97% do entrevistados, como um grande problema e mostra que 89,8% dos consultados bebem acima do nível considerado seguro, saudável. A pesquisa diz que…

- Dos entrevistados, consumiram ao longo de 2009 as seguintes drogas:
1. Maconha: 93%
2. Ecstasy: 91%
3. Cocaína: 86,7%
4. MDMA (em pó): 80,7%
11. Mephedrone: 41,7%
13. Viagra: 23%
16: 13,8%


- Dos entrevistados, consumiram as seguintes drogas no último mês do ano:
1. Maconha: 54,4%
2. Ecstasy: 48,4%
3. Cocaína: 47,4%
4. Mephedrone: 33,6%

A pesquisa também traz dados interessantes sobre o tabaco. Mostra que dos entrevistados, 44% fumaram pelo menos durante 25 dias no último mês. Revela ainda que 37,8% são fumantes regulares, acima da média mundial de 22% da população.
A Mixmag também consultou os frequentadores de clubes noturnos sobre problemas com a polícia em função do uso de drogas. Aqui, fica uma boa lição para as autoridades brasileiras a respeito do tratamento desejável em relação a usuários. De acordo com a pesquisa, 22% dos consultados portavam drogas quando revistados por policiais. Deste total, 47% foram liberados após uma conversa; 38,7% levaram uma advertência verbal e foram liberados; 1,9% tiveram que comparecer a uma corte e foram libertados; 7,9% foram a juízo e tiveram que pagar uma multa; 3,3% pagaram multa e prestaram serviços comunitários; 1,1% foram efetivamente presos.

Sobre a Mephedrone, a revista liberou o conteúdo de sua pesquisa on-line. Trata-se de um pó que, cheirado por longos períodos, provoca reações violentas, como paranóia e enjôo. Uma das razões para o aumento do consumo seria o preço, cerca de £10 por grama, contra algo como £ 100 por grama de cocaína, cujos efeitos são parcialmente comparáveis ao da Mephedrone. Outra razão seria o aumento do desejo sexual, característica esta tradicionalmente associada ao ecstasy. Clique aqui e lei mais.
A consulta da Mixmag, realizada principalmente entre jovens entre 18 e 27 anos (81% com trabalho permanente), é inspiradora no sentido de nos fazer entender melhor o consumo e a prevenção às drogas. Torcemos para que o Globo, na vanguarda desta discussão, retome, e se possível amplie, sua pesquisa em 2010.

Rodrigo Pinto


sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Mãe de crianças encontradas mortas em porta-mala será interrogada


A polícia da cidade de Heathfield, na Grã-Bretanha, aguarda a liberação dos médicos para interrogar uma mãe suspeita de estar envolvida na morte de seus filhos, duas crianças pequenas cujos corpos foram encontrados no porta-malas de um carro.

Na quarta-feira, Fiona Donnison, de 43 anos, foi internada depois de se apresentar na delegacia para relatar um "incidente". Ela apresentava "ferimentos causados por ela mesma" nos pulsos e braços.
Os corpos dos filhos Donnison, Harry, de três anos, e Elise, dois anos, foram encontrados pela polícia no mesmo dia em duas sacolas no porta-malas de um Nissan prateado.
Já há um mandado de prisão para Donnison.
"Ela está no hospital e não podemos esclarecer fatos importantes do inquérito até termos falado formalmente com ela", afirmou o detetive da polícia de Sussex Steve Johns.

Exames
Os primeiros exames nos corpos das crianças mostraram sinais de asfixia em Harry e Elise Donnison, mas a polícia ainda aguarda mais exames toxicológicos. Os exames também mostraram que as crianças estavam mortas há menos de 24 horas quando foram encontradas.
A polícia revelou que já tinha tido um "contato prévio" com Fiona e seu marido, Paul Donnison, antes da morte das crianças, mas não deram mais detalhes sobre a razão deste contato anterior.
O chefe da polícia do condado de Sussex, Robin Smith, afirmou que as autoridades não estão procurando mais nenhum outro suspeito em conexão com as mortes.
Vizinhos da família Donnison informaram que o casal se separou em dezembro de 2009 e que a casa onde eles moravam tinha sido colocada à venda. A polícia isolou a área onde fica a casa de três andares para investigações.
Donnison, uma ex-funcionária do banco britânico Lloyds, tem outros dois filhos adolescentes.
A polícia afirma que ela costumava viver na casa de Heathfield, mas que estaria morando agora na região de Surrey. Os dois locais serão investigados.


China quer prender quem comer carnes de gato ou cachorro


Uma proposta para banir da China o hábito milenar de se comer carne de gato e de cachorro está gerando polêmica no país.

De acordo com a mídia estatal, um rascunho do que seria a primeira lei chinesa para punir o abuso contra animais deve ser mandada em abril para o Parlamento do país, o Congresso Nacional do Povo.
Se a lei for aprovada, qualquer pessoa flagrada comendo carne de gato ou cachorro deverá ser multada em até 5 mil yuan (cerca de R$ 1350) e ficar presa por até 15 dias.
Críticos da lei sustentam que seria difícil implementar a proibição e que a nova legislação protegeria injustamente alguns animais, em vez de outros.
Analistas, no entanto, argumentam que o direito dos animais, que antes não era visto como uma prioridade na China, vem ganhando importância entre os membros da crescente classe média - muitos dos quais têm animal de estimação.


Morre criança atingida por tiro de espingarda calibre 12

Ao manusear a arma, pai a deixou cair no chão resultando no disparo que atingiu a criança (Foto: Ednelson Feitosa)

Menor dormia no momento em que o pai foi manusear a arma e a deixou cair no chão, resultando no disparo

Morreu na manhã desta quinta-feira (28), às 9h20, a criança que foi atingida por um tiro de espingarda calibre 12, na madrugada de ontem, enquanto dormia. A informação foi divulgada pela assessoria de comunicação do Hospital Geral do Estado (HGE). José Tenório Palmeira, de seis anos, estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica em estado gravíssimo.
Na manhã de ontem, ele havia passado por uma cirurgia para a retirada do projétil que atingiu o tórax, fígado, intestino e membros inferiores. O menor teria sido vítima de um incidente doméstico onde a arma, que pertencia ao pai da criança, o comerciante José Palmeira Filho, teria disparado no momento em que o responsável foi manuseá-la.
O tio da criança, o advogado Gelson Palmeira, que estava nesta manhã resolvendo os trâmites para liberação do corpo, relatou que toda a família está chocada com o que ocorreu. "A mãe dele está em estado de choque e o pai, que foi preso e deve ser liberado hoje, está descontrolado. Ele ainda não sabe que o filho morreu e eu estou indo lá agora para prepará-lo psicologicamente para esta notícia", contou.
De acordo com os relatos de Gelson, José Palmeira contou que ouviu um barulho à porta de casa e pegou a arma, por haver suspeitado que ladrões estivessem tentando cometer um assalto na residência. "Ele contou que o menino estava dormindo com eles na cama e, ao pegar a arma, o menino se levantou junto a ele. A espingarda caiu no chão e acabou atingindo a criança", detalhou Gelson. "Antes de ficar desacordado, ele ainda disse 'papai, você me matou, papai'. E não é que ele morreu mesmo? Sempre que o José conta esta parte da história, fica ainda mais descontrolado", desabafou o tio da criança, também desconsolado.
"Ontem ele estava mais calmo, porque dissemos que meu sobrinho passou por cirurgia e está melhorando. Não sei como é que vai ser quando dissermos a ele que a criança morreu", disse. Gelson também contou que não sabe dizer se José Palmeira tem direito ao porte de arma. "O menino era uma criança muito querida e alegre. O que conforta a família é sabermos que agora ele é um anjinho que está no céu".
O comerciante foi detido por policiais militares e encaminhado à Central de Polícia localizada no Prado, onde foi autuado em flagrante pelo delegado Marcos Lins Machado. Ele aguarda decisão judicial. O enterro da criança ocorrerá na manhã dessa sexta-feira (29), no cemitério Parque das Flores.


Equipes buscam mulher que pediu socorro por celular no Haiti


Equipes de resgate atuando no Haiti estão removendo escombros no local onde ficava uma universidade em Porto Príncipe depois da notícia de que uma mulher ainda estaria soterrada viva no local, duas semanas após o terremoto que atingiu o país.

A mulher foi descoberta quando um amigo telefonou para seu celular, no último sábado. Ele estava tentando descobrir quem de seus amigos e familiares haviam sobrevivido à tragédia.
Ela disse que estava no porão do antigo prédio de quatro andares, que estava ferida e que conseguia ver outras pessoas no local.
Ela não relatou, no entanto, se tinha água à disposição.
Uma equipe da Cruz Vermelha internacional foi até o local com cães farejadores, mas não conseguiu encontrar ninguém.
A entidade espera que a remoção dos escombros, com o uso de uma escavadeira, ajude nas buscas pela possível sobrevivente e outras pessoas.


ALBINISMO


Este blog foi criado para divulgar a causa albina em Mato Grosso / Brasil e contribuir para a inserção social das pessoas com albinismo. Albinos são pessoas normais, com totais condições de contribuir socialmente, precisam apenas ter espaço para isso. Como vários outros grupos, também lutamos por inserção social e respeito às diferenças. Albinismo não é contagioso. O único risco que se corre, é o de se apaixonar pela causa e querer lutar por políticas de educação, saúde, trabalho e renda, moradia. Seja muito bem vindo(a) a este espaço! Suas sugestões e críticas são importantes para nós. Torne-se um seguidor deste espaço, deixe seu comentário, entre em contato conosco pelos e mails abaixo, divulgue, juntos somos fortes! Ter albinismo é natural. Lutar por políticas de inclusão social, também.


Australiano tem dedo do pé implantado na mão


Um australiano de 62 anos que perdeu o polegar em um acidente de trabalho teve o dedão do pé implantado no lugar nessa semana em Sydney.

Cirurgiões do hospital de Sydney passaram 11 horas em uma operação complexa para amputar, transferir e conectar na mão esquerda de Geoff McLaren o seu primeiro dedo do pé.
Segundo o diretor do hospital e médico responsável pela cirurgia, Tim Heath, McLaren levará cerca de 12 meses para ter a mão em funcionamento normal novamente. O dedo deverá desinchar e parecer mais com um polegar, ele disse.
A microcirurgia ocorreu há uma semana e na quinta-feira McLaren viu o resultado.
"Meu novo polegar parece estar inchado o tempo todo, mas ao menos levarei menos tempo cortando as unhas", brincou ele, sem parecer se importar, à imprensa local. Para o paciente o único problema agora será usar chinelos, algo que ele gosta muito.

Satisfação
A perda do polegar ou dedos após acidentes, como no caso de Geoff McLaren, muitas vezes resulta em problemas estéticos e funcionais aos pacientes.
De acordo com especialistas, a transferência dos dedos dos pés para as mãos demonstra melhores resultados finais, tanto esteticamente como uma maior satisfação aos pacientes, do que próteses.
Operações de transferências de dedos dos pés às mãos são praticados globalmente desde 1975. No hospital de Sydney o caso de McLaren é o primeiro nos últimos dez anos.
De acordo com especialistas, esse tipo de cirurgia a qual McLaren se submeteu requer dos cirurgiões muito em termos técnicos. Os vasos sanguíneos são conectados usando fibras mais estreitas do que fios de cabelo humano.
Depois da primeira transferência de dedo do pé à mão feita em um macaco em 1966 e da primeira aplicação clínica em 1975, uma série de refinamentos foram introduzidos para reduzir os problemas depois da cirurgia.
Atualmente a técnica é usada em pacientes que desejam ter resultados funcionais e cosméticos melhores nas mãos após traumas e malformações congênitas.

Giovana Vitola


BBC Brasil

Padrasto mata enteada de dois anos em Campo Grande


Rio - O delegado José Moraes, da Delegacia de Campo Grande, prendeu em flagrante, na manhã desta sexta-feira, o desempregado Michel de Andrade Borges, de 21 anos, acusado de espancar e matar a menor Milena Clemente da Silva, sua enteada, de dois anos de idade. Pela manhã, ele levou a menina para o posto médico Sete de Abril, em Paciência. Cheia de hematomas pela corpo, a menor chamou a atenção dos médicos, que não acreditaram na versão do padrasto, que ela teria caído da escada. A Polícia Militar foi acionada e levou o suspeito para a 36ª DP (Santa Cruz).
Na delegacia, ele acabou confessando ao delegado que tinha batido na menor ao " perder a cabeça". O delegado aguarda, agora, exames do IML para saber se a menina chegou a ser violentada. A mãe da menor, Lilian Clemente Rocha, de 26 anos, foi informada do homicídio e teve uma crise nervosa. Para ela, a menina teria se machucado ao cair na rua, já que Michel era o responsável de tomar conta da menor.


quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

ATIBAIA



Escrevo para vocês pois alguns devem estar acompanhando o que a mídia nacional e local vem dizendo sobre a situação de Atibaia, em especial no que diz respeito as enchentes.
Como sabem, trabalho na Secretaria de Comunicação da Prefeitura, e posso informá-los com mais precisão do que a boataria e o sensacionalismo que há por ai. Faço isso não como funcionário da Prefeitura, mas sim como morador de Atibaia preocupado com o que rola de informações, muitas delas mentirosas, por ai.

Vamos aos fatos.
1 - A represa não vai estourar, nem está rachada/tricanda e nem está transbordando. O que ocorre é que a represa de Nazaré Paulista (rio Atibainha) chegou no seu limite máximo de armazenamento, e a água excedente está escoando pela "tulipa" que funciona como o "ladrão" na caixa d'água, justamente para evitar o transbordamento.
2 - O que ocasiona a enchente é sim a quantidade de água despejada pela SABESP (leia-se Governo do Estado), no rio Atibaia. Hoje é liberado 18m³/s (isso mesmo, 18 metros cúbicos por segundo) no rio Atibaia, 7m³/s vem da represa de Piracaia (rio Cachoeira) e 11m³/s de Nazaré (rio Atibainha), a junção desses 2 rios é que forma o Rio Atibaia.
As comportas já estão abertas desde dezembro de 2009, e não há previsão, segundo a SABESP, de abrir mais. Essa cheia dá-se a grande quantidade de chuvas, só pra se ter uma idéia, o esperado para janeiro de 2010 é de 243mm³ e já nos primeiros 15 dias do mês já tinha chovido 300mm³.
3 - A Prefeitura vem agindo com medidas paliativas para tentar minimizar os transtornos causados pela enchente, mas não há nada a se fazer nesse momento que impressa o rio de ocupar sua área de origem.
Antigamente, muitos dos bairros, hoje afetados, eram ocupados pelo rio em épocas de cheia. O que ocorreu é que com a construção das represas o leito do rio estreitou, e alguns "espertalhões"( (prefeitos e engenheiros) aprovaram os loteamentos que hoje sofrem com a cheia do rio. Para saber quem são, basta pesquisar quem eram os bam bam bans da cidade no final dos anos 70 e inicio dos 80, ano de aprovação de 2 dos 15 bairros mais afetados.
4 - Hoje somente 3% da população (cerca de 3.600 pessoas) sofrem o drama da enchente. Atibaia tem 126 mil habitantes, e a área afetada é somente a que margeia o rio, o resto da cidade não corre risco de enchente.
O drama dado pela mídia, dizendo que "Atibaia está de baixo d'água", apenas serve para prejudicar a economia local, uma vez que uma das fontes de renda da cidade é o Turismo, que vem sendo prejudicado por essas manchetes sensacionalistas, além é claro de ser uma forma de terrorismo instalando o pânico na cidade.
5 - Informações oficiais podem ser obtidas no site da Prefeitura (http://www.atibaia.sp.gov.br/) no link ATIBAIA EM ALERTA. Todo o resto que vai além do que está ali, é boato e especulação.
Meu desabafo eu deixo pro final, e vou ser sincero com vocês, se a SABESP, que se diz tão dona da situação, tivesse planejamento e não visse somente dinheiro na água fornecida para a Capital, não estaríamos passando pelo que passamos hoje. Digo isso pois desde setembro a represa vem operando acima dos 80% de sua capacidade, e já era esperado um volume grande de chuvas no final do ano e até março de 2010. Hoje não há muito a se fazer, e as 900 famílias que sofrem com essa falta de planejamento só podem contar com o apóio da Prefeitura, pois até agora o dinheiro (R$ 700 mil) prometido pelo Sr. Governador José Serra, ainda não veio e é bem capaz que o recurso a ser repassado pelo Governo Federal chegue antes, como já vem acontecendo na cidade em outras áreas.
Prá encerrar, faço aqui meu pedido de doação e de atenção a quem você doa. O Fundo Social de Solidariedade, é o responsável por arrecadar e distribuir as doações com profissionalismo e justiça. Hoje há na cidade cerca de 65 famílias que estão desabrigadas, morando em alojamentos oferecidos pela Prefeitura. O Fundo Social tem cadastro das famílias atingidas, e faz a triagem necessária para que quem realmente precise, receba as doações. Os itens mais necessitados são água, leite e alimentos em geral (arroz, feijão, açúcar, farinha, etc). As doações podem ser encaminhadas para a Casa de Solidariedade (Rua Bartolomeu Peranovichi, s/n) que fica ao lado do Fórum Cidadania e da Prefeitura.
Além dessas medidas emergenciais, a Prefeitura isentou do IPTU todos os moradores atingidos pela enchente, bem como também isentou da tarifa de água, esgoto e lixo no período de 1 ano. Há também a iniciativa do "Aluguel Social", que repassa R$ 300,00 por 3 meses para que a família possa sair da área de risco. Informações sobre esses benefícios podem ser conseguidas na secretaria de Assistência Social, que fica em frente ao Posto de Saúde do centro, na rua Castro Fafe.
Agora sim pra encerrar e mostrar bem o que estamos vivendo, sugiro que vejam o vídeo que a Comunicação fez , acima.Esse vídeo foi feito no dia 25 de janeiro, e hoje os números já são bem maiores. Se tiver qualquer dúvida, sugiro que se abasteça de informação no site da Prefeitura e não nas fofocas.
Um grande abraço,e lembre-se: Atibaia em alerta sim, desespero não.

JT - João Thiago Garcia
cel: 11 9635-0219 19 9263-0461 NOVO TELEFONE: 11 8682-2788
msn: jtogarcia@hotmail.com ORKUT JT

DM USE - 2ª Assessoria www.dm2.org.br

.: Cada um terá que dar conta da inutilidade voluntária de sua existência - AK :.

Receita simples que salva vidas


Mistura de sementes, folhas, farelos e frutas criada por Zilda Arns livra brasileirinhos da desnutrição há 25 anos

Rio - O pequeno Breno de Souza Santana não conheceu Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, morta no terremoto do Haiti, mas uma receita criada pela pediatra mudou sua vida. Breno, de 4 anos, era uma criança apática, que passava os dias deitada no sofá, até que começou a ter suas refeições complementadas pela multimistura — uma combinação de sementes, folhas, farelos e frutas. Em 25 anos, a receita salvou milhões de brasileirinhos da desnutrição.
“Meu filho não tinha vontade de brincar. Eu estava desesperada. Depois que ele começou a ter a alimentação complementada pela farinha, ganhou 5 quilos, passou a brincar e correr como um menino da idade dele”, diz Silvânia Souza, 27.
Segundo a nutróloga Tamara Mazaracki, a multimistura é rica em carboidratos, proteína e gorduras, que são fundamentais para o crescimento, ganho de peso e nutrição das crianças. “Muitas vezes, os pais não têm condições de oferecer uma refeição completa. Mesmo quando dão arroz, feijão e uma carne, isso ainda é uma dieta pobre para uma criança”.
O complemento alimentar, que deve ser misturado à refeição ou ao leite, pode ser feito em cooperativas ou em casa. Além das sementes, folhas, farelos e frutas, é acrescentado óleo para aumentar a recuperação dos desnutridos. “Criança desnutrida gasta mais calorias do que consome”, diz Tamara.
Ex-diretor de segurança alimentar de Duque de Caxias, Jose Zumba viu nascer a Pastoral da Família na cidade da Baixada Fluminense. “Uma das grandes táticas foi a orientação que dava às mães sobre como aproveitar restos de alimentos, como casca de legumes”.
Moradora de Caxias, Cristina Martins, 30, conta que a filha Letícia dos Santos, 4, pesava 7 kg aos 2 anos. O peso médio, nessa idade, é de 12kg. “Ela não falava, não brincava. Agora, engordou 4 quilos”.
Diretor do departamento de ações estratégicas do Ministério da Saúde, José Telles afirma que os alimentos que são processados na multimistura, como folhas de mandioca e sementes de abóbora, são fontes de proteínas e ferro baratas e, portanto, acessíveis. “São mais de 1,9 milhão de gestantes e crianças beneficiadas”.

NUTRIÇÃO
RECEITA
A multimistura não tem uma receita específica. O ideal é que se use os ingredientes disponíveis em cada região. Geralmente são usados farelos, sementes, pó de folhas verde-escuras e cascas de ovos.

FARELOS
De milho, arroz e trigo são riscos em carboidratos complexos, que auxiliam o ganho de peso e a formação de massa muscular. Além disso, são ricos em vitaminas e minerais.

SEMENTES
De abóbora, melancia e gergelim são fontes de gorduras saudáveis, importantes para a formação de células nervosas e a função cardiovascular. As sementes de abóbora são ricas em zinco, mineral essencial para crescimento dos músculos, ossos, para a melhora cicatrização e da função imunológica.

FOLHAS VERDES
De aipim, batata doce e abóbora são fontes de vitaminas do Complexo B e ácido fólico, que previne anemias e ajuda a formação e recuperação das células nervosas. As folhas de abóbora e de batata doce são ricas em vitamina A, importantes para visão e para a constituição muscular.

Pâmela Oliveira e Fernanda Alves



Estudante do Colégio Naval é internado com suspeita de sofrer bullying


RIO - Um estudante de 15 anos do Colégio Naval em Angra dos Reis está internado no hospital psiquiátrico da Marinha. A mãe contou ao RJ-TV que o filho sofreu humilhações por parte dos colegas e de oficiais durante o treinamento.
Segundo a mãe, o jovem foi aprovado no ano passado para o Colégio Naval. No último dia 17, ele foi para o colégio para duas semanas de adaptação. Na quinta, dia 21, o capitão do Colégio Naval teria ligado dizendo que o menino estaria nervoso e querendo desistir da escola. Ela falou com o filho, que teria chorado muito ao telefone.
Na sexta, dia 22, a mãe recebeu outra ligação do colégio, informando que o aluno estaria descontrolado e que eles teriam que sedá-lo. A família foi chamada para conversar na escola. No dia seguinte, a mãe teria se encontrado com o filho e levou um susto:
"Estava com medo, assustado, dizendo que os militares estavam perseguindo a gente, que iam matar a gente", contou ela ao RJ-TV.
No domingo, o jovem foi levado para a unidade integrada de saúde mental da Marinha, em Jacarepaguá. O menino está sendo medicado e não há previsão de alta. No hospital, ele teria contado à mãe que foi humilhado e ridicularizado no colégio por alunos veteranos e também por oficiais.
"Eles diziam: 'Você é covarde. Não aguenta? Pede pra sair, filhinho da mamãe, mariquinha'", afirma a mãe.
O problema preocupa ainda mais a família porque o menino está internado em uma ala com doentes mentais crônicos. A mãe procurou a Defensoria Pública da União, que pediu esclarecimentos à Marinha sobre o estado de saúde do aluno e também determinou que, por ser menor de idade, ele seja transferido para outra unidade de tratamento regular.
O assessor de comunicação do 1º Distrito Naval da Marinha, comandante Paulo Fernando, disse que, por ser um caso de saúde envolvendo um menor de idade, a Marinha não vai dar entrevista sobre o assunto. A Marinha ainda não recebeu o ofício da Defensoria Pública da União.


Roger Abdelmassih se casa em fevereiro, diz jornal

Acusado de cometer crimes sexuais chegou a ficar preso durante quatro meses

O médico Roger Abdelmassih se casa em fevereiro deste ano com a procuradora da República Larissa Maria Sacco, segundo reportagem publicada na edição desta quinta-feira (28) da colunista Mônica Bérgamo do jornal Folha de São Paulo. O advogado José Luiz de Oliveira foi procurado pelo R7 e não quis falar com a reportagem e o Ministério Público Federal não se manifestou a respeito. Oliveira confirmou a informação à Agência Estado.
Abdelmassih, um dos mais famosos especialistas em reprodução assistida do país, ficou preso na cadeia de Tremembé (a 147 km de São Paulo) entre 17 de agosto e 24 de dezembro de 2009. Ele foi liberado por uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes.
Ele foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por 56 crimes de estupro praticados contra 39 mulheres. O médico nega.
Para conseguir a soltura do médico, seus advogados alegaram que não havia qualquer indício de que a liberdade do médico afronte a ordem pública. Os defensores acrescentaram ainda que o principal argumento para a prisão, o de oferecer riscos a futuros pacientes, foi superado porque o registro profissional de Abdelmassih foi suspenso pelo Cremesp (Conselho Regional de Medicina).
Em sua decisão, Mendes alegou que manter a prisão do médico seria uma antecipação de pena.


Crianças à deriva no país arrasado


Encostadas em uma parede no complexo do Hospital Geral, em Porto Príncipe, as crianças sem nome permaneciam mudas na terça-feira. Eram apenas três entre os milhares de menores que ficaram "à deriva" após o devastador terremoto do dia 12 no Haiti.
- Oi, Joe, como está? - perguntou o médico americano, dirigindo-se a uma ds crianças, um menino de 11 anos, usando o nome dado a ele por uma assistente social, já que ninguém sabe como o garoto realmente se chama.
Não houve resposta da criança.
"Joe", "Baby Sebastian" e uma menina que sequer tem um nome "emprestado" não falaram nem choraram desde o dia em que chegaram ao hospital, 48 horas antes, levados por vizinhos de Porto Príncipe. Baby sebastian tem somente uma semana de vida e foi resgatado dos braços de sua mãe morta.
Apesar de tudo, essas crianças têm alguma sorte em comparação com outras. A médica haitiana Winston Prince e sua equipe estão cuidando dos três - já outras centenas de milhares de crianças e adolescentes, com fome e sede, perambulam pelos acampamentos improvisados de sobreviventes em Porto Príncipe, frequentemente sem ninguém pra cuidar delas.
- Há aproximadamente 1 milhão de crianças órfãs ou sem companhia, ou de menores que perderam um de seus pais. São extremamente vulneráveis - diz Kate Conradt, porta-voz da organização humanitária Save the Children.
Para tentar atenuar o drama, o Fundo das Nações Unidas para a Infância ( Unicef ) montou um campo de desabrigados especial para crianças que, por algum motivo, se separaram de suas famílias após o terremoto e correm risco de sequestro por traficantes de pessoas ou outros criminosos. A Save the Children instalou espaços especiais npara menores em 13 acampamentos improvisados. A Cruz Vermelha e outras entidades, por sua vez, tentam reunir as famílias separadas.
Apesar dos esforços, é evidente nas ruas da capital haitiana que as crianças superam em muito a capacidade de ajuda humanitária das Organizações Não Governamentais (ONGs). Algumas foram liberadas dos hospitais sem que nenhum responsável fosse consultado ou avisado, porquen simplesmente não há leitos suficientes - e era necessário abrir espaço.

Vivia Sequera e Ben Fox - AP/Porto Príncipe


Zero Hora

Cerca de 1,5 mil turistas ainda estão isolados no Peru


Governo peruano afirma que já resgatou quase 600 pessoas

Cerca de 1,5 mil turistas ainda estão isolados hoje na região peruana de Machu Picchu por causa das inundações. O governo do Peru afirma que já resgatou quase 600 pessoas. Entre os turistas retidos em Águas Calientes estão brasileiros. Um funcionário da embaixada do Brasil tentará chegar hoje à cidade para coordenar a saída desses turistas.

Leia mais:
"O governo brasileiro tem que fazer alguma coisa", diz mãe de turista
Imprensa peruana denuncia suborno de turistas para serem resgatados
"Os peruanos não vão conseguir tirar esse pessoal daqui", diz gaúcho isolado



Menino com doença rara precisa de banho de luz azul para se manter vivo


Um menino de oito anos de um vilarejo remoto na Austrália passa, desde que nasceu, 10 horas por dia sob luzes azuis para se manter vivo.

Maximus Mcgrath Daniels, de Thursday Island, no extremo norte do país, nasceu com a Síndrome de Crigler-Najjar tipo 1, uma rara doença genética que afeta o fígado.
Ele vai mudar de cidade nesta sexta-feira para tentar fazer um transplante de fígado.
A síndrome é caracterizada pela deficiência na produção de uma enzima que controla a presença da bilirrubina, um pigmento produzido pelo fígado, no sangue e nos tecidos.
Altos níveis de bilirrubina no sangue podem provocar danos no cérebro e músculos e até a morte. Entre os sintomas da síndrome está a coloração amarelada da pele e dos olhos.
Para controlar os efeitos da síndrome, Maximus tem que fazer tratamento intensivo com luzes, ou fototerapia, que mantém os níveis de bilirrubina sob controle.
A fototerapia passa a ser menos efetiva após os quatro anos de idade, quando a pele começa a se tornar mais grossa, bloqueando as luzes. No caso de Maximus, o tratamento já começou a não ter mais o mesmo efeito.
Para tentar encontrar uma solução definitiva para o problema, a família se muda nesta sexta-feira para Brisbane, a cidade de Brisbane, a 3.500 km da sua cidade natal, onde Maximus será submetido a um transplante de fígado.
A fila para o transplante, no entanto pode ultrapassar um ano de espera.
Maximus passa cerca de 10 horas por dia sob luzes azuis, geralmente à noite, enquanto dorme. Uma estrutura foi montada sobre sua cama, com 32 lâmpadas. A cada três meses, as luzes têm de ser trocadas, a um custo equivalente a R$ 600.
Ambos os pais tem de possuir o gene da doença para que a criança nasça com a anormalidade de Maximus. Segundo especialistas, a expectativa de vida para quem é portador da síndrome Crigler-Najjar tipo 1 é de 30 anos.
Atualmente há cerca de 300 portadores da síndrome no mundo.

Giovana Vitola


BBC Brasil

Um projeto que beneficiará o tráfico de drogas.


O crime organizado e o desleixe estatal fizeram com que o tráfico de drogas crescesse assustadoramente e tomasse conta dos morros, das favelas, das invasões, das periferias das grandes cidades do País. As matrizes das facções criminosas nascidas e fortalecidas nas metrópoles brasileiras já formam as suas filiais em tantas outras cidades e atuam como verdadeiras criações maléficas para a nossa sociedade.
Esta atividade criminosa lucrativa para alguns e altamente nociva para a população é, sem sombras de dúvidas, a raiz central de diversos crimes outros consequentes ou interligados, tais como: sequestros, latrocínios, homicídios, torturas, roubos...
As organizações que comandam o tráfico de drogas, não trabalham aleatoriamente, também possuem um organograma imaginário com as suas diversas divisões, chefias, cargos e operários até chegar ao objetivo comum de todos que é o público consumidor.
Assim, tais empresas criminosas enriquecem assustadoramente os seus líderes, os grandes traficantes, os empresários do tráfico que possuem toda uma rede de assistentes ao seu dispor, dentre os quais o pequeno traficante que compra e revende a droga.
Como ocorre em todas as empresas, os seus componentes visam chegar ao ápice das suas carreiras, e assim também, nesses empreendimentos criminosos, é objetivo do pequeno traficante chegar a ser um grande traficante para, além do seu real enriquecimento financeiro, ter o poder do comando e até da morte dos opositores em suas mãos.
O grande traficante, por conta da sua fama criminosa, através do seu poderio financeiro e repressivo é reconhecidamente e respeitado pelas comunidades locais como sendo o rei do morro, da favela, do bairro, do pedaço. O tráfico funciona nas diversas localidades como se fosse uma espécie de governo ditatorial paralelo ao nosso Regime Democrático do Direito.
O Estado, por sua vez, visando resgatar a ordem social ferida mostra-se ineficiente para debelar tão afligente problemática. Ações paliativas, pirotécnicas, cinematográficas, projetos e programas emergentes surgem e insurgem sem atingir os seus reais objetivos. Diversos remédios usados restaram inócuos e não curaram essa doença provinda do tráfico de drogas que tem como sustentáculo o crime organizado.
Fora divulgado na mídia recentemente que em breve período nascerá mais uma dessas ações milagrosas para conter o tráfico. Haverá propostas de mudanças na legislação penal brasileira no sentido de livrar os pequenos traficantes da cadeia como fórmula mágica para sanear a preocupante problemática.
Prognostica o projeto que o cidadão que for flagrado vendendo pequena quantidade de drogas, estiver desarmado e não tiver ligação comprovada com o crime organizado, será condenado a penas alternativas, ou seja, não será mais preso.
O Projeto de mudança de Lei será apoiado no Congresso nacional pelo Ministério da Justiça e tem como argumento principal para analise e aprovação pelos legisladores, o fato do pequeno traficante ao ser encarcerado junto com o grande traficante logo é arregimentado a participar das organizações ou facções criminosas, engrossando assim as suas fileiras.
Essa medida, se aprovada for, será um desastre de grandes proporções para a sociedade em geral, pois na prática estaríamos melhorando, facilitando e beneficiando o tráfico de drogas, vez que, todos os traficantes, grandes ou pequenos, estariam sempre escondidos atrás desse novo e potente escudo.
Fato também altamente complicado e complexo seria a formação do conjunto das investigações rápidas e imediatas a serem efetuadas pela Policia em pleno ato de flagrante delito, no sentido de comprovar a ligação do suposto pequeno traficante com o crime organizado.
Esperamos para o bem comum da ordem social e de toda a população brasileira que o Congresso nacional arquive por irracional e inconsequente que o projeto demonstra ser.
O Legislativo deve se conscientizar de vez dessa real problemática vivida pelo povo, deve se engajar efetivamente nesta luta contra o tráfico, contra o crime organizado. Projetos realmente sérios e efetivos devem ser criados tanto na área preventiva quanto na repressiva. Penas mais rígidas e sem benefícios devem ser aplicadas para os traficantes de drogas.
O traficante de drogas deve ser tratado de maneira diferenciada pela Lei brasileira sob pena de padecermos aos seus pés, sob pena do crime organizado desestabilizar de vez a ordem do País.

Autor: Archimedes Marques (delegado de Policia no Estado de Sergipe. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela UFS) – archimedesmarques@infonet.com.br

Terceira parte do especial Dateline da rede de TV MSNBC americana sobre o caso de David Goldman

Hora de mentalizar a paz reinando sobre o planeta


Rio - Eu e você somos pessoas de fé. Acreditamos que há um poder maior que nos criou, nos alimenta e mantém a vida. Não temos como avaliar esse poder, mas observando os detalhes da natureza, da qual também fazemos parte, notamos o quanto é inteligente.
A cada dia a ciência descobre algum detalhe novo, que enriquece o conhecimento humano mas que ao mesmo tempo abre portas a que se intensifiquem as pesquisas porque sabe que sempre poderá encontrar algo mais.
Alguém já disse: a fé é a divina claridade da certeza.
E, seja pela observação da vida, pelas experiências no trato com o espiritual, que mesmo no anonimato de vez em quando dá provas de que não estamos sós, acreditamos na força desse poder superior.
A vida nos apoia e protege. Sempre age em nosso favor, ainda mesmo quando, em razão das nossas escolhas erradas colhemos um resultado ruim. É assim que vamos aprendendo as leis espirituais que regem a vida.
A certeza da fé independe da religião. É um sentimento vivo da alma que nos une com o poder divino e aviva nossa intuição. E, quando estamos nesse estado, nossas idéias se abrem, sentimos paz e grande bem estar.
Nosso mundo está passando por um momento difícil. Grandes tragédias, mortes, destruição, sofrimento. Muitos perderam tudo. Família, casa, segurança e estão desorientados. Quando o sofrimento é desse nível, torna-se difícil manter a calma.
A solidariedade tenta aliviar um pouco a situação, mas ainda assim, a atmosfera terrestre está muito pesada.
As energias de sofrimento, dos que morreram, dos que ficaram e da população que assiste a tudo isso, espalham-se no mundo astral atingindo a todos.
De repente, sem nenhum motivo, você começa a sentir medo, tem a impressão de morte, como se sua hora estivesse próxima. Aperto no peito, angústia, depressão. Conversei com várias pessoas que estão sentindo isso.
Pense que a vida não erra. Se essas tragédias estão ocorrendo com essas pessoas é para fazê-las evoluir. Tudo passa, a vida continua e o espírito é eterno.
Meus amigos espirituais pediram a você que os ajude renovar a energias que nos cercam. Com a certeza da fé no coração, entregue a situação nas mãos de Deus, que pode tudo, e acredite que todos estão amparados pela bondade divina.
Jogue fora a tristeza, cultive a alegria, mentalize a luz do sol brilhando no céu, imagine que a paz está reinando sobre o planeta.
Participe, faça a sua parte. Contribua para que dias melhores possam vir para todos nós.
Os espíritos amigos agradecem e o abençoam.
Zibia Gaspareto

Cinco idosos são presos por praticar atos de pedofilia no Sertão


Uma ação conjunta das Polícias Militar e Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (27), cinco anciãos acusados de pedofilia na região do Rio do Peixe. Segundo as acusações, o grupo de idosos, quase todos viúvos, usava nove meninas para praticar fantasias sexuais.
Conforme informações do delegado Dr. Gilson Luiz, titular da delegacia de São João do Rio do Peixe, as vítimas acusaram os envolvidos de aliciarem as mesmas e oferecerem dinheiro em troca de sexo.
A ação policial prendeu Antonio Pereira, 70 anos agricultor, Vicente Gomes Rolim, 61 anos agricultor, Francisco Monteiro Bezerra, 85 anos, Odilon Alves de Santana, 87 anos e Genésio Monteiro, 88 anos, todos residentes no município de Triunfo.
A Policia ouviu os acusados e aguarda a decisão da Justiça. Os acusados estão presos na cadeia pública de São João do Rio do Peixe e ficarão a disposição das autoridades.
O estado de MT através da ONG MT Contra a Pedofilia presidida pelo vereador Várzea-grandense Toninho do Gloria tem sido um exemplo a ser seguido no combate a pedofilia no Brasil.
Campanha vai incentivar população a denunciar casos de violência sexual no carnaval em MT.
O Pierrô e a lágrima que escorre no rosto dele. Essa é marca da Campanha Contra a Exploração Sexual de Crianças e de Adolescentes - carnaval 2010 em MT. O personagem foi escolhido como símbolo da Campanha por representar a alegria do carnaval, mas apresentar uma lágrima de sofrimento, concebida, na ocasião, para mostrar a tristeza que também acontece nesse período: a exploração sexual de crianças e de adolescentes.
Em Mato Grosso (MT), o evento, é articulado pela ONG MT Contra a Pedofilia, que tem como presidente Toninho do Gloria Na ocasião será distribuído material da campanha.
De acordo com o coordenador do Movimento MT Contra a Pedofilia, Toninho do Gloria, "Essa campanha é específica para o carnaval", explica, ressaltando que durante todo o ano há o trabalho de conscientização da sociedade através de outras campanhas.
Com o slogan: "Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é crime. Denuncie! Procure o Conselho Tutelar de sua cidade ou disque 100", a campanha tem como objetivo principal divulgar os serviços disponíveis para a denuncia. Mato Grosso, que é destaque nacional pela quantidade de casos denunciados.
A delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), Mara Rubia de Carvalho, informou, que este ano houve o registro de 964 boletins de ocorrência (BO) contra crianças e adolescente em Mato Grosso, e orientou a sociedade que ofereça denúncia - ligando para o disque 100 ou 197. “Estamos no século XXI de cara limpa contra o abuso sexual, temos agora é que operacionalizar as leis existentes” destacou.
Além das campanhas, a ONG MT Contra a Pedofilia também realiza ouros trabalhos de enfrentamento à violência sexual através de trabalho na prevenção comunitária para o enfrentamento à violência e abuso sexual, promovendo oficinas, palestras, campanhas, seminários e outras ações sobre o tema destacou Toninho do Gloria.

Luciana Alves Silva alves


ONG MT Contra a Pedofilia

Jovem haitiana é resgatada com vida após ficar 15 dias sob os escombros de uma faculdade


RIO - Uma equipe francesa resgatou com vida, nesta quarta-feira, a adolescente Darlene Etienne, 17 anos, presa há 15 dias nos escombros da faculdade Saint Gerard, em Porto Príncipe. A menina foi colocada numa maca, coberta com uma manta térmica e recebeu oxigênio antes de ser encaminhado a um hospital improvisado francês. A família disse que Darlene tinha recém começado a estudar quando o terremoto de magnitude 7 sacudiu o país .
- Achamos que ela tinha morrido - disse Jocelyn A. St. Jules, prima da adolescente, por telefone, de Marche Dessalines, uma cidade ao norte da capital.
O último resgate de vítima do terremoto haitiano com vida havia sido realizado no sábado, quando um homem foi encontrado nas ruínas de uma mercearia. O homem resgatado na terça-feira que se acreditava estar preso nos escombros de um prédio desde o dia 12, disse, após receber tratamento, que na verdade ele tinha sido vítima de uma réplica.
Mais de cem pessoas foram resgatadas com vida desde o terremoto, mas a maioria nos primeiros dias depois do tremor. Autoridades afirmam ser pouco provável sobreviver por mais de 72 horas sem água.


Verbratec© Desktop.