quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Fortaleza: 74 crianças estão na fila de adoção


Do total, 25 estão abrigados no Tia Júlia e têm entre zero e três anos de idade. Apenas um processo de adoção foi iniciado

Cerca de 570 crianças e adolescentes vivem em abrigos em Fortaleza. Do total, 12% estão disponíveis para adoção, o que corresponde a 74 meninos e meninas incluídas no Cadastro Nacional de Adoção (CNA). A grande maioria, 496 delas, ainda tem vínculos com a família de origem e espera a Justiça definir se voltam para casa dos pais ou de parentes mais próximos ou se vão ser entregues para adoção.
As novas regras, que entraram em vigor ontem, vão agilizar esse processo e possibilitar exatamente o essencial: diminuir o tempo de permanência dessas crianças e adolescentes nos abrigos restabelecendo seus laços afetivos em outros lares ou na família de origem. A avaliação é do titular da 5ª Vara do Juizado da Infância e Juventude, Darival Bezerra Primo. “A ideia é exatamente vencer a burocracia”, afirma ele.
Outra novidade da lei é que cada criança e adolescente abrigado deverá ter sua situação reavaliada por equipes multidisciplinares, a cada seis meses no máximo, para que o juiz possa decidir sobre o seu destino. “Uma vez que a criança está no abrigo, a cada seis meses deve ser feita reavaliação da situação, sempre buscando a recolocação no seio familiar ou na família substituta”, explica.
Para o juiz da 4ª Vara do Juizado da Infância e Juventude, Francisco Jaime de Medeiros Neto, o processo de adoção de crianças no Brasil já foi muito complexo, demorado e burocrático. No ano passado, apenas dez adoções foram concretizadas em Fortaleza. Dessas, duas foram internacionais. O caso dos gêmeos, de oito anos de idade, adotados por um casal francês. “Além disso, oito crianças voltaram para suas casas”.
Com as novas regras, calcula o juiz, o número de adoções poderá triplicar. “Das 74 disponibilizadas no CNA, 25 estão entre zero e três anos de idade, abrigadas no Abrigo Tia Júlia”.
O preconceito, aponta, ainda é o principal entrave para se adotar. “Dessas 25, apenas cinco estão completamente saudáveis, as outras enfrentam problemas de saúde, dificultando a escolha por quem está na fila”.
O Juizado da Infância e da Juventude realiza trabalho de conscientização da população sobre a adoção. Entre os objetivos, está o de informar sobre a adoção tardia (de crianças mais velhas) e pelo menos incentivar as pessoas a pensar nessa possibilidade. “Adotar é um ato de amor e não pode ser encarado como a escolha de um mês de consumo”, afirma o juiz Darival Bezerra. “Meninos brancos ou negros e com algum problema de saúde são preteridos. As meninas brancas com até três anos são as preferidas”.

FACILIDADE
Tempo de espera vai ser menor

Além de beneficiar crianças, a Nova Lei promete amenizar o drama de quem deseja adotar. De acordo com o Juizado da Infância e da Juventude, existem 200 pessoas habilitadas na fila de espera para adotar uma criança, no Ceará. Do total, 82 são casais cadastrados. Os demais são solteiros. No Brasil, são 23 mil pais em potencial e pouco mais de 3,2 mil crianças e adolescentes disponibilizados, de um total de 80 mil.
No momento em que cada criança passa por um acompanhamento permanente, os processos de destituição do poder familiar ocorrerão com mais agilidade, disponibilizando mais meninos e meninas para adoção. Os interessados em adotar devem procurar o Juizado da Infância e da Juventude, no Fórum Clóvis Beviláqua.
Lá, os interessados realizam o cadastro (que inclui entrega de documentos, entrevistas com psicólogos e assistentes sociais e um parecer do juiz da Vara da Infância e da Juventude). No cadastro, é definido o perfil da criança desejada. Os interessados aguardam até que a criança ou jovem com o perfil desejado apareça.
Lêda Gonçalves

19 comentários:

  1. Esperamos realmente que a nova Lei de adoção possa beneficiar as crianças que precisam de um Lar.Não suporto mais ver tanta burocracia despedaçar o futuro incerto desses pequenos.
    Tantas famílias querendo"engravidar" de filhos adotivos,enquanto tantas instituições "abortam" essa oportunidade.
    Vamos ver se desta vez a coisa anda.

    ResponderExcluir
  2. Uma vez fiquei sabendo que uma diretora de escola da minha cidade não deixou uma professora ensinar nais do que ela sabia só para que as "nossas" crianças não tivesse um futuro profissional, dizendo :-SE ENSINARMOS QUE VAI SER NOSSOS LIXEIROS, LIMPADORES DE RUA E DOMESTICAS? É isso que acontece com as pessoas do nosso pais que pensam em si mesmas , e impedem de outras serem adotadas e terem familia OU SEJA TER UM FUTURO.
    EU AGRADEÇO A DEUS POR TER SIDO ADOTADA!!

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos seu importante comentário.
    Volte sempre
    Abraços
    Maria Célia e Carmen

    ResponderExcluir
  4. achei um erro!
    pedofilia & homem solteiro adotando??
    ja é grande o nº estrupo,com parentes, ate mesmo pessoas do proprio sangue como pai, jogar uma criança sozinha, num homem solteiro, como vai ficar??
    tantos dados ai mostram tanta exploração quase 90% dos estrupadores sao do sexo masculino!

    ResponderExcluir
  5. O problema dessas pessoas é a falta do temor de Deus, não estou falando de religião e sim de uma vida vivendo os principios de Deus, fazendo o melhor pra Deus e fazendo o melhor para o proximo. Não existindo isso na vida das pessoas elas ficam sujeitas as piores tentações que o diabo pode oferecer, por isso que estão acontecendo esse tipo de coisa tipo: pedofelia e etc... As pessoas querem satisfazerem os seus proprios desejos e usando crianças inocentes. Por isso que o evangelho deve ser pregado e ensinado pra todas as pessoas do mundo para que elas sejam libertas do poder do pecado e totalmente livres corpo, alma e mente, só assim podemos ter um mundo melhor, porque só basta decidir.

    ResponderExcluir
  6. se alguem quiser comentar algo sobre o quefoi escristo agora sobre pregar o evangelho me escreve.
    carlos.trigueiro@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. esperamos que este processo de adoção não seja tão demorado...estamos querendo tanto ter nosso filho!

    ResponderExcluir
  8. maria do socorro de souza3 de maio de 2010 09:58

    eu acho um absurdo não deixar que pessoas possam adotar uma criança tem muitas mulheres no mundo que não podem engravidar e querem muito adotar mis não podem , então por que nao deixa que adotamos pra poder dar um futuro pra essas crianças eu espero poder adotar logo o meu bb Obrigada .

    ResponderExcluir
  9. gostaria de adota uma criança do ceará ou paraiba com o consetimento da mãe primeiro guada provisoria e depois ser a mãe realmente não punde cria seu filho guada total

    ResponderExcluir
  10. quero muito adotar uma menina ,espero conseguir em breve,se deus me ajudar vai dar tudo certo,eu acho q deveria ser mais rapido o processo de adoçao,para q essas crianças tenham um futuro mais digino.

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus, já irá completar 1 ano que estou aguardando para adotar uma criança e até agora nenhum contato do fórum! Não consigo entender, divulgam em jornais, em toda mídia que são inúmeras as crianças que estão aguardando para serem adotadas e tooda essa demora!! As leis já foram modificadas diversas vezes "para melhorar" o tempo de espera, mas nada muda de concreto! FATO!

    ResponderExcluir
  12. tenho 19 anos mais adoro criancas quero muito poder adota ja tenho minha vida bem sucedida moro em minha propria casa se alguem poder mim ajudar mim liga porfavor obrigado 86486803 fortaleza

    ResponderExcluir
  13. Eu não posso engravidar e queria muito adotar um bebê, mais não sei nen por onde começar, me ajudem porfavor?
    espero muito por isso

    ResponderExcluir
  14. Jercilane, obrigada por visitar nosso blog!
    Vc deve procurar a Vara da Infância e Juventude, pois adoções legais são feitas somente através do Judiciário, que deve possuir equipe especializada.
    Parabéns pela sua iniciativa! Com certeza vc será abençoada!

    Maria Célia e Carmen

    ResponderExcluir
  15. oi gostaria muito de adotar uma criança, eu e meu marido. nós temos esse sonho, eu adoro crianças, eu tenho 18 anos e meu marido tem 21, nós podemos?

    ResponderExcluir
  16. eu gostaria muiito de adotar uma criança poem is tenho dificudades para engravidar meu marido ja t em uma filha mas eu quero muito adotar

    ResponderExcluir
  17. Estou esperando ser aprovada pr adotar uma menina entre 3 anos ate 6 anos, mais cm é difícil vil depois de tudo q passei fazendo os documentos tudo certo a assistente falo q viu duvida em em mim é pediu q fizesse um curso na ong de minha cidade pr ver se e isso mesmo q eu quero, não entendi nada se eu passei por tudo isso porque teria duvida, se é o q eu mais quero......eita Brasil.......

    ResponderExcluir
  18. Estou sonhando em adotar uma criança até 3 anos, sou pedagoga e amo demais.........meu tel: 021-74670388

    ResponderExcluir
  19. eu quero saber se uma pessoa que ja tem filhos pode adotar no casso eu tenho quatro filhos 3 meninas 1 menino o menino tem 19 anos uma 15 anos 12 anos e 8 anos eu fiz ligaçao de tronpas e mim a repemdir muito a treis anos que eu quero muito adotar um bebe mais eu ainda nao procurei pois mim falam que pessoas que tem renda pouca nao e a provada so quem e rica eu trabalho em casa de familia e meu marido trabalha em construçao sivil meu filho tam bem ja trabalha as treis meninas so estuda poriso eu fiquei muito triste e a inda nao fui eu peso para vcs sir for posiveu eu adotar mim mande uma resposta por favou porque eu gostaria muito de todo meu coraçao um menino ou bebe ou ater 1 a 3 ano tam bem menina mais eu gostaria ser for posiveu um menino pois eu ja tenho treis meninas que deus abençoi a todos desse projeto lindo deus esta com todos vcs um beijaoe muito obrigada

    ResponderExcluir